veja dicas para não errar no seu

veja dicas para não errar no seu


Que o arroz e feijão é a base da culinária brasileira, muita gente já sabe! Mas você sabia que essa duplinha é importante inclusive para quem segue uma vida mais fitness ou é adepto de alguma dieta? Pois é!

A combinação colabora com o ganho de massa magra e fortalecimento dos músculos por meio das proteínas. Além disso, ambos são fontes de vitaminas do complexo B e possuem doses elevadas de cálcio.

Na prática, isso significa que essas propriedades são benéficas pois causam uma sensação de saciedade maior no organismo e liberam aquela dose de energia tão necessária para o dia a dia.

Então, que tal ter acesso a todas essas vantagens do arroz com feijão fazendo e cozinhando do jeito certo? Até porque, uma refeição precisa, acima de tudo, ser gostosa.

Por isso, o Guia da Cozinha separou dicas importantes para você que quer acertar fazendo aquele arroz soltinho e o feijão desmanchando que todo brasileiro gosta. Confira a seguir!

O arroz e feijão são a base da culinária brasileira

O arroz e feijão são a base da culinária brasileira (Imagem: Shutterstock)

Acertando no ponto do arroz:

A primeira dica importante é: escolha uma marca de qualidade, que seja do tipo 1. Essa categoria, conhecida popularmente como “arroz agulhinha”, contribui para aquele aspecto bonito na hora do cozimento. Ou seja, ajuda bastante a deixar o arroz com cara de soltinho.

Outra dica importante para evitar que o arroz fique papado é a proporção de água. A medida ideal é sempre duas porções de água para cada uma de arroz. Sendo assim, se você fizer 1 copo ou 1 xícara (chá) de arroz cru, precisará do dobro de água para cozinhá-lo.

O uso de água quente também faz toda a diferença na hora do cozimento. Caso precisar acrescentar água durante o cozimento, nunca use água fria, pois é preciso manter a temperatura constante do início ao fim do cozimento.

Agora se mesmo seguindo essas dicas, seu arroz continua empapando, existem um truque que pode te ajudar. Basta adicionar algumas gotas de suco de limão na água do cozimento e pronto. O resultado é um arroz soltinho de dar inveja!

Para fazer um arroz soltinho, é necessário se atentar a alguns detalhes

Para fazer um arroz soltinho, é necessário se atentar a alguns detalhes (Imagem: Shutterstock)

Feijão sem erros:

O feijão também é outro ingrediente que é passível de erros na hora do preparo. Mas, existem passos que fazem toda a diferença para deixá-lo desmanchando, do jeitinho que todo mundo adora.

O primeiro deles é: coloque os grãos de molho por, pelo menos, 12 horas. Nesse intervalo, troque a água também. Esse passo ajuda a hidratar o feijão — tornando-os moles — e livre de toxinas que causam os temidos gases.  Então, que tal já deixar o feijão de molho na noite anterior ao cozimento?

Isso faz toda a diferença em tempos de economia, já que amolecendo o feijão antes de cozinhar faz com que você gaste menos gás na hora da comida.

A correria do dia a dia também pode fazer com que você se esqueça de fazer todo esse processo… Mas aí você pode investir em outra dica! Deixe por 60 minutos de molho, colocando água fervente. Isso é o suficiente para ajudar o alimento a ficar mais gostoso.

Quanto a hora do cozimento, o ideal é apostar nos temperos clássicos como o louro, cebola, alho e pimenta-do-reino. O sal você pode deixar para o finalzinho, já que assim há menos riscos de salgar o feijão.

Confira abaixo dicas para deixar o feijão grossinho

Confira abaixo dicas para deixar o feijão grossinho (Imagem: Shutterstock)

Deixando o feijão grossinho:

O ideal é colocar o feijão na panela de pressão, cobrir com água e já incluir as folhas de louro. Depois, tampe a panela, leve ao fogo médio e espere a válvula apitar, contando a partir daí dez minutos de cozimento.

Em seguida, você pode refogar alho, cebola e azeite em outra panela e ir acrescentando aos poucos o feijão cozido com um pouco de caldo. Para engrossar o feijão, você pode amassar os grãos com o fundo da concha e deixar cozinhando em fogo baixo para o feijão não grudar no fundo da panela, até atingir a consistência de sua preferência.

Quanto ao cozimento, é importante se atentar a duas informações: a variedade — branco, preto, fradinho, carioquinha, roxinho, rosinha ou vermelho — e o tempo de cozimento dado pelo fabricante. O feijão-carioca, por exemplo, cozinha bem rápido e rende um caldo mais consistente, enquanto o feijão-branco pode demorar um pouco mais na panela de pressão.

Mas e aí, curtiu nossas dicas sobre como cozinhar o arroz e feijão no ponto ideal? Agora, basta aplicar no dia a dia e ter uma refeição deliciosa, do jeito que você e sua família merecem!

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original