Usar o mesmo produto no cabelo o torna menos eficaz?

Usar o mesmo produto no cabelo o torna menos eficaz?


Você já sentiu algumas vezes a necessidade de substituir os produtos que costuma usar para o cabelo porque eles não dão mais os resultados desejados?! Apesar de isto ser um relato muito comum, está não é a realidade exatamente. Para nos ajudar entender melhor estes casos. A revista Capricho conversou com alguns especialistas para entender e explicar a verdade por trás desse erro.

Afinal de contas, usar os mesmos produtos no cabelo faz com que eles percam o efeito?

Segundo alguns especialistas, a resposta é não! O que pode ocorrer é que, dependendo da fase do tratamento, nossos fios irão precisar de nutrientes diferentes. Pois nossos cabelos têm necessidades diferentes.

É por isso que depois de usar o mesmo produto várias vezes por um tempo, seja xampu ou qualquer outra coisa, nosso cabelo muda suas necessidades e temos que trocá-lo.

Segundo Daniel Shapiro, cabeleireiro embaixador da Redken. Um bom exemplo disto seria um cabelo severamente ressecado que, após um tempo usando produtos específicos para combater o ressecamento o cabelo vai melhorar, e provavelmente será preciso trocar os produtos, por outros de cabelos secos apenas, pois o nível de dano de ressecamento já terá reduzido.

Então, seria mesmo necessário alternar os produtos utilizados entre as lavagens?

“Os fios podem, sim, precisar de ativos diferentes em determinadas fases. Inclusive, na maioria dos casos, eles necessitam de um cronograma capilar, alternando hidratação, nutrição e construção”, é o que nos explica Ana Paula Rodrigues, especialista de produtos da marca Widi Care.

E ainda segundo Daniel Shapiro, “O cabelo pode ter mais de uma necessidade e, nesses casos, é muito importante alternar os cuidados para que todas elas sejam atendidas “

“Porém, em alguns casos, existe uma linha própria para ela. Um bom exemplo disso são os cabelos danificados por descoloração que ficam com sua estrutura comprometida, emborrachando e se partindo e, aí, o fundamental é tratar esses com uma linha específica para isso e, depois, alternar para atender outras necessidades.” Continua.


Tratamento capilar (Foto: Reprodução/Hudabeauty)


E como percebemos que aquele produto não está mais atendendo às nossas necessidades?

Para quem ainda tem dúvidas, o conselho de Ana Paula Rodrigues é que primeiro você observe qual a proposta do produto e se ele atende as suas necessidades na primeira aplicação, ela explica que se você notar um desempenho ruim no decorrer do uso, não é o produto que não funciona mais, mas sim, que já cumpriu seu propósito e atendeu às suas necessidades nos fios.

Além disso, de acordo com Daniel, a melhor forma de saber qual linha de produtos usar é obtendo um diagnóstico capilar de um profissional capacitado que conheça a ciência do cabelo e os produtos que o mesmo precisa.

Ele explica que, existem algumas formas mais gerais que podemos basear na hora de escolher os produtos. Se o fio estiver seco, o ideal é uma linha para combater isso, se estiver fragilizado por química a mesma coisa, e assim por diante. Mas como somos muitos diferentes uns dos outros, pode acontecer que o que é bom para um pode não ser para o outro e, por isso, também é importante procurar ajuda profissional.

As contribuições são de Ana Paula Rodrigues, especialista de produtos da Widi Care; e Daniel Shapiro, cabeleireiro embaixador de Redken.

Foto: rotina capilar (Foto: Reprodução/Healthshots)

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original