supermercados em seis estados começam a enfrentar desabastecimento

supermercados em seis estados começam a enfrentar desabastecimento



Devido aos bloqueios nas rodovias do país causados ​​por bolsonaristas, cerca de 70% dos supermercados dos estados de Santa Catarina, Mato Grosso, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul já começam a enfrentar desabastecimento. Os dados da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) foram coletados no final da tarde desta terça-feira (1º). Também estão enfrentando dificuldades alguns estabelecimentos do Distrito Federal e da região norte do Pará.

De acordo com a entidade, os supermercados estão com dificuldade de se abastecer principalmente de frutas, legumes e verduras, assim como dos produtos de açougue, peixaria, frios e laticínios. Os supermercados de menor porte estão sendo os mais afetados. O vice-presidente da Abras, Marcio Milan, em entrevista coletiva destacou que “as lojas menores estão apresentando mais problemas porque elas têm uma capacidade menor de estocagem e também têm, basicamente, um abastecimento diário desses produtos”.

Milan ressaltou, no entanto, que a situação tem apresentado melhora nas últimas horas. De acordo com ele, a entidade identificou nas rodovias do país, no final da manhã de hoje, 300 pontos de bloqueio no transporte de produtos que abastecem os supermercados. No final da tarde, o número havia caído para menos de 200.

+++ AGU obtém autorização para PRF usar medidas necessárias para desbloqueio de rodovias

Bloqueio das rodovias por bolsonaristas também afetou a Ceagesp

A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) registrou nesta terça (1º) uma queda de 17% no número de veículos que chegam ao terminal da capital paulista, na Vila Leopoldina. Segundo a empresa, 4.400 veículos entraram no armazém entre a meia-noite e às 10h, em comparação com 5.200 veículos recebidos no mesmo período da terça-feira passada.

A Ceagesp atribui a queda no exercício em parte a bloqueios. Bolsonaristas pararam o trânsito nas rodovias do país desde a noite de domingo para protestar contra o resultado da eleição presidencial, que elegeu democraticamente o ex-presidente Lula (PT) para ocupar o cargo pela terceira vez.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original