Rio de Janeiro começa a vacinar crianças contra Covid em escolas – 14/02/2022 – Equilíbrio e Saúde

Rio de Janeiro começa a vacinar crianças contra Covid em escolas – 14/02/2022 – Equilíbrio e Saúde


A Prefeitura do Rio de Janeiro começa a vacinar crianças de 5 a 11 anos nas escolas municipais nesta segunda (14). O objetivo é alcançar 200 mil estudantes e aumentar a cobertura com a primeira dose nessa faixa etária, que ainda está em cerca de 50%.

O programa de busca ativa, chamado de Vacina na Escola, havia sido anunciado na última quinta (10) pelo prefeito Eduardo Paes (PSD). O plano também inclui a visita de agentes comunitários de saúde nas residências com crianças que estejam com esse ou outros imunizantes atrasados.

Segundo o município, desde quinta os alunos levaram para casa folhetos informativos sobre a proteção e um formulário a ser preenchido pelos pais. Os responsáveis podem assinar o termo autorizando a aplicação, em uma data que será informada previamente.

No dia marcado, a imunização será feita no fim do turno das aulas (de manhã, entre 11h e 12h30, e à tarde, entre 15h30 e 17h). As crianças que tiverem autorização já sairão vacinadas, mas quem quiser pode entrar nas unidades no horário previsto para acompanhar seu filho pessoalmente.

A previsão é que em 45 dias todos os 1.307 colégios municipais com alunos dessa idade, que possuem 347 mil estudantes matriculados, recebam as equipes de saúde. O trabalho será acompanhado pela coordenação do Programa Saúde na Escola (PSE).

Neste domingo (13), o Secretário Municipal de Educação, Renan Ferreirinha, reforçou à Globonews que o objetivo é “facilitar ao máximo” a imunização das crianças. “Se a criança não pode ir até a vacina, a vacina vai até a escola”, afirmou.

Ainda segundo a prefeitura, os diretores e coordenadores regionais de educação têm participado de reuniões online com equipes da Vigilância em Saúde sobre a ação e sobre a segurança e eficácia das vacinas, para que orientem os responsáveis pelos alunos.

Levantamento feito pela Folha nesta semana aponta o Brasil como um dos últimos colocados no ranking da vacinação infantil dentre dez nações que disponibilizam o detalhamento por data e idade.

A análise mostra que o país demorou 23 dias para alcançar 15% das crianças vacinadas com a primeira dose contra a Covid, no último fim de semana. Foi quase o triplo do tempo gasto por Canadá, Austrália, Argentina e Uruguai (8 a 9 dias), de acordo com os dados oficiais.

A marca, valorizada na última terça-feira (8) pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na verdade evidencia o ritmo lento de uma campanha muito aquém da capacidade do PNI (Programa Nacional de Imunizações).

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original