Paciente no centro do cuidado em tratamento contra o câncer de próstata

Paciente no centro do cuidado em tratamento contra o câncer de próstata


O câncer de próstata é o principal tumor a afetar a saúde dos homens. Um em cada seis homens são acometidos pela doença. Uma estimativa de 65.840 novos casos foi divulgada em 2020 pelo Ministério da Saúde e pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA). Além disso, no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma.


Ilustração da campanha “Novembro Azul”. (Foto: Reprodução/Ministério da Saúde)


O governo também alertou sobre os principais fatores de risco, como a idade: onde é percebido que o risco pode aumentar com o avanço da idade. No país, a cada dez homens com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos; Histórico de câncer hereditário: homens cujo pai, avô ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos, fazem parte do grupo de risco; Obesidade: novas pesquisas divulgam maior risco da doença em homens com sobrepeso.

Lentes de contato: mau uso pode causar graves lesões nos olhos (r7.com)

Entenda o avanço da terapia com células-tronco contra a diabetes tipo 1 (r7.com)

Endoscopia: alguns pacientes podem ficar ‘sem filtro’ ou com amnésia após o procedimento. (r7.com)


Nós temos trabalhado para incluir novas tecnologias que são importantes seja para o diagnóstico, seja para o tratamento com medicações. A política de enfrentamento ao câncer do Ministério da Saúde é uma das maiores políticas públicas de enfrentamento ao câncer do mundo. Nós temos o Instituto Nacional do Câncer, uma instituição tradicional que é do Ministério da Saúde, e se é do Ministério da Saúde, pertence ao povo brasileiro e nos fornece dados epidemiológicos, dados importantes da afetação da nossa sociedade por essa doença.” , afirmou o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Apesar dos tratamentos usualmente aplicados a fim de atacar e neutralizar a doença, pode-se encontrar uma gama de novas terapias sendo praticadas. O paciente passa a figurar o principal cuidado. Uma moderna medicação conhecida como Olaparibe age inibindo que o tumor conserte seu ácido desoxirribonucleico (DNA). Diante disso, pode-se destacar a importância para que os estudos continuem a avançar e novos tratamentos possam chegar à população.

Atenção: A informação existente neste portal pretende apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com o Serviço de Saúde.

 

Foto Destaque: Homem em uma consulta. Reprodução/Korrawin/iStock.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original