MG: 23 pessoas são infectadas com a Ômicron após festa de empresa – Notícias

MG: 23 pessoas são infectadas com a Ômicron após festa de empresa – Notícias



Ao menos 23 moradores de Extrema, a 493 km de Belo Horizonte, foram diagnosticados com Covid-19 causada pela variante Ômicron, após participarem da festa de confraternização de uma empresa.



A informação foi confirmada ao R7 pelo médico Enis Donizette Silva, coordenador do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 da cidade de aproximadamente 35 mil habitantes. O especialista detalha que o evento aconteceu na capital do estado de São Paulo, no último dia 17 de dezembro.


Outros 14 moradores de Extrema que estiveram no evento também foram diagnosticados com Covid-19, mas o exame que indica o tipo de cepa ainda não foi concluído.


A ocorrência dos casos relacionados à empresa foi classificada como um surto em Extrema. As equipes de saúde ainda avaliam quem teria sido o transmissor inicial. Alguns nomes já foram levantados.


“O que a gente a gente imagina é que isto foi uma transmissão comunitária. Não foram as pessoas de Extrema que foram para São Paulo e se contaminaram lá. Muito provavelmente, a gente já tinha a ômicron vagando pelo município. É importante lembrar que Extrema está na entrada de Minas Gerais e é o grande portão de entrada de São Paulo, onde circulam milhares de pessoas e caminhões. É um local de alto trânsito”, diz o médico Enis Donizette Silva, referindo-se ao fato de a da cidade estar localizada na divisa entre os dois estados.



Ainda de acordo com Silva, todos os pacientes tiveram apenas sintomas leves. Nenhum precisou ser internado. Todos eles já haviam recebido duas doses da vacina e, alguns, até a terceira.


“Isso mostra que a vacina funciona”, destaca Silva. O representante da prefeitura ressalta que o município adotou uma série de medidas para conter o avanço da doença na cidade. Entre elas, a distribuição gratuita de máscaras, campanhas de conscientização e o reforço da imunização, com aplicação do medicamento ocorrendo durante 24 horas em algumas unidades de saúde.


Segundo o coordenador do Comitê da Covid-19, aproximadamente 96,5% da população de Extrema recebeu a primeira dose do medicamento. A segunda foi aplicada em 91%, enquanto 50% já recebeu o terceiro reforço.


Ômicron em Minas Gerais


Oficialmente, a Secretaria Estadual de Saúde contabiliza 32 casos da variante no estado. Não há nenhuma morte. Quatro ocorrências da cidade de Extrema ainda não estão no balanço do governo estadual.


Especialista tira dúvidas sobre a variante Ômicron:


Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original