Jogamos Arcadegeddon, colorido e frenético shooter de PS5 e PC

Jogamos Arcadegeddon, colorido e frenético shooter de PS5 e PC


“Wow! Quem diria que jogar videogames seria um TRABALHO?”, exclama meu personagem principal de Arcadegeddon, deslumbrado em conversa durante uma submissão. O novo shooter da Illfonic (Predator: Hunting Grounds, Friday the 13th: The Game) exala jovialidade no visual cartunesco, na fritação de música eletrônica da trilha sonora e no gameplay simples, colorido e frenético.

Embora beba, confessadamente, da fonte Borderlands (e da banda Gorillaz, veja só), Arcadegeddon parece mirar no público cativo de Fortnite — e tem tudo para conquistá-lo, tamanha a simplicidade e diversão do jogo, que está em Acesso Antecipado. O IGN Brasil teve a oportunidade de jogar algumas horas e conta o que você pode esperar.

Imagem: Divulgação

Inimigo da grande corporação

Em Arcadegeddon, jogamos como um jovem personagem cheio de energia que tenta, a todo custo, salvar um fliperama de ser destruído pela grande corporação FunFUNco. Gilly, o dono do estabelecimento (e nosso tio), reúne os melhores jogos de arcade e cria um supergame chamado Arcadegeddon (olha a metalinguagem aí mais uma vez!) que, infelizmente, foi corrompido por um vírus da FunFUNco.

Cabe a nós, portanto, salvar o último fliperama da cidade — fala sério, se eu tivesse a oportunidade de evitar a morte da última locadora do meu bairro, aceitaria a missão sem piscar duas vezes. Aqui, entramos no jogo ao melhor estilo Tron, no que parece ser o trabalho dos sonhos de qualquer adolescente. Seja como for, a premissa é básica e não se aprofunda muito mais do que isso.

Jogabilidade simples, colorida e frenética

Você anda para frente, para trás, para os lados, pula, corre, dá rasteira e atira. Os comandos de Arcadegeddon são bastante simples e um rápido tutorial basta para que você pegue o jeito. O que tarda um pouquinho mais é acostumar-se com tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo — leia-se: tanta gente atirando em você de uma só vez.

Para onde quer que você olhe, haverá algum robô pé-no-saco querendo te aniquilar; na maior parte do tempo, ignore. Foque no seu objetivo, que normalmente será ficar dentro de determinada área por um tempo, destruir objetos ou simplesmente… sobreviver enquanto dá.

Imagem: Divulgação

Mas não se preocupe, a vida começa fácil em Arcadegeddon, e à medida que o nível de dificuldade aumenta, já pegamos a manha e conseguimos armas melhores, bem como especiais desbloqueados habilidades e cosméticos, que adquirimos ao completar desafios que personagens secundários espalhados no fliperama nos dão.

Por melhor que seja uma bazuca, sniper ou espingarda, a que mais se ajustou ao meu gameplay foi o bom e velho rifle, pelo fator agilidade que o torna essencial neste universo. As armas costumam estar dentro de baús espalhados pelo mapa, ora mais expostos, ora mais escondidos. Loot neles!

Fato é que não há tempo para enrolação: a dica é ser objetivo quanto às tasks solicitadas ao invés de perder tempo atirando em inimigos — acredite, sempre haverá alguns deles na sua cola.

Skins e o convite para a customização

As cores vibrantes neon chamam a atenção de prontidão: tudo é muito colorido e extravagante, inclusive nosso visual, que pode ser customizado.

Alô, skins? Nesse primeiro momento, um pouco limitado, é possível mudar o cabelo, a cabeça, o corpo, além de personalizações de habilidades e armas adquiridas. A longo médio-longo prazo, será um festival de visuais mais iluminado que o Tomorrowland, pode anotar.

Imagem: Divulgação

Apesar de um ou outro bug e de uma certa repetitividade (ambos justificados, pois trata-se de um produto em Acesso Antecipado), Arcadegeddon diverte nas primeiras horas em runs jogadas sozinho, mas certamente crescerá ainda mais com os ajustes finais e com o fator cooperativo para até quatro jogadores.

Quanto custa?

Para PC, Arcadegeddon custa R$ 37,99 (via Epic Games Store). Já a versão de PS5 sai por R$ 104,90. Esse preço sofrerá um aumento quando o Acesso Antecipado acabar e o jogo completo for oficialmente lançado, em 2022.


Inscreva-se no canal do IGN Brasil no Youtube e visite as nossas páginas no TikTok, Facebook, Twitter, Instagram e Twitch! | Siga Víctor Aliaga no Twitter, TikTok e no Instagram.



Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original