Ibovespa e Bolsas em Nova York reagem com volatilidade ao comunicado do Federal Reserve

Ibovespa e Bolsas em Nova York reagem com volatilidade ao comunicado do Federal Reserve


B3 Bovespa Bolsa de Valores de São Paulo (Germano Lüders/InfoMoney)

Com o término da reunião do Comitê de Mercado Aberto do Banco Central dos EUA (Fomc, na sigla em inglês), o Ibovespa passou a operar com folga no terreno positivo, mas a movimentação durou pouco. Em uma sessão de forte volatilidade, o índice voltou a operar abaixo dos 107 mil pontos.

Fabrizio Velloni, economista-chefe da Frente Corretora, explicou que a reação positiva, no primeiro momento, foi por conta do comunicado do Fed em linha com as expectativas do mercado.

“O mercado acabou reagindo bem porque veio bem dentro do esperado, tirando a ansiedade pré-reunião. Eu acho que seria alguma surpresa se o Fed sinalizasse um adiantamento no aumento dos juros ou finalizar de vez a recompra dos títulos”, afirmou Velloni.

Os analistas da XP, no entanto, afirmam que o comunicado foi mais “hawkish do que o esperado”.

O Federal Reserve não mexeu na taxa de juros, o que já era esperado. A autoridade monetário afirmou que manterá as taxas de juros em 0,25% até que a geração de emprego melhore de fato. Porém, afirmou que vai acelerar a retirada de estímulos e diminuir compras de títulos públicos em US$ 30 bilhões por mês

Desde que a pandemia começou, o BC americano tem comprado mensalmente bilhões de dólares em Títulos públicos, para injetar liquidez na economia. O ritmo das compras já havia diminuído no último mês de novembro e pode ser reduzido de forma ainda mais rápida. Essa percepção vem do fato de que o Fed lida hoje com os maiores níveis de inflação nos EUA em 39 anos.

Às 16h39 (horário de Brasília), o Ibovespa operava em alta de 0,13% aos 106.899 pontos. O Ibovespa futuro para dezembro de 2021 subia 0,3% aos 106.865 pontos.

“O mercado acabou reagindo bem porque veio bem dentro do esperado, tirando a ansiedade pré-reunião. Eu acho que seria alguma surpresa se ele sinalizasse um adiantamento no aumento dos juros ou finalizar de vez a recompra dos títulos”, afirma Fabrizio Velloni, economista-chefe da Frente Corretora.

O dólar comercial operava em alta de 0,56%, a R$ 5,725 na compra e R$ 5,726 na venda. O dólar futuro para janeiro de 2022 subia 0,67% a R$ 5,740.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No mercado de juros futuros, a curva volta a subir: o DI para janeiro de 2023 avança seis pontos-base, para 11,55%; DI para janeiro de 2025 subia oito pontos-base, a 10,54%; e o DI para janeiro de 2027 sobe dois pontos-base a 10,39%.

Ao Vivo – Bolsa em Tempo Real

As Bolsas em Nova York, que operavam em baixa pela terceira sessão consecutiva, voltaram ao terreno positivo após o comunicado Fed, mas com bastante volatilidade.

O Dow Jones sobe 0,40%; o S&P 500 avança 0,50%; e a Nasdaq opera em alta de 0,34%.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original