Diário do Alto Vale | Usina termelétrica deve alavancar economia

Diário do Alto Vale | Usina termelétrica deve alavancar economia


Trombudo Central vive um momento com boas perspectivas na economia. A chegada da Beta Produtora de Energia S.A. deve colocar a cidade de volta à sexta posição dos municípios com maior arrecadação do Alto Vale em ICMS. A usina termelétrica a gás natural, que entrará em funcionamento no ano que vem estima faturamento de R$33 milhões ao ano, o que significa um aumento na base de arrecadação de 16%.

Um dos representantes da empresa, Luciano Quadros, apresentou detalhes da operação ao prefeito em exercício, Hermelino Prada e o secretário de Administração e Finanças, Geziel Balcker nesta quarta-feira, dia 05 de janeiro. A unidade vai funcionar numa área de quase um hectare, no Parque Industrial Arnoldo Rinnert. As obras de construção iniciam ainda em janeiro, cerca de 30 pessoas devem ser contratadas ao longo do processo.

O prefeito em exercício destacou os esforços da Administração para viabilizar a chegada da empresa à cidade. “A empresa foi contemplada com a área no Parque Industrial. O processo foi analisado e aprovado pela comissão e, nós, como agentes públicos, enaltecemos a chegada dessa importante unidade. Sem dúvidas nenhuma, essa empresa vai interferir positivamente na nossa economia, vai gerar emprego e renda para nossa gente”, disse.

De acordo com o cronograma de trabalho, a empresa que transformará gás natural em energia elétrica deve entrar em operação em 2023. Sua produção deve girar em torno de 2,10 MW médios por ano e faturar em torno de R$3 milhões por mês. A energia gerada poderá ser distribuída para qualquer lugar do país, por meio do Centro de Distribuição da Celesc.

O representante da usina explica que inicialmente a empresa utilizará gás natural a granel. Futuramente devem utilizar o produto por meio da rede instalada pela da SC Gás as margens da BR-470 que passa por Trombudo Central.

Negociação frustada em 2011

Essa não foi a primeira vez que a Beta Produtora de Energia S.A. fez tentativas para se instalar em Trombudo Central. Em 2011 aconteceu o primeiro contato com o executivo.

Foi só em 2017, quando Geovana Gessner assumiu a prefeitura, que o diálogo com a empresa foi retomado. A regularização do Parque Industrial, foi o ponto fundamental para viabilizar a parceria. No final de 2021, a unidade venceu o leilão do Governo Federal, e em janeiro chegará com os equipamentos para iniciar a construção.


Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original