Diário do Alto Vale | Rio do Sul será contemplado com Escola Cívico-Militar

Diário do Alto Vale | Rio do Sul será contemplado com Escola Cívico-Militar


Reportagem: Rafaela Correa/DAV

O Ministério da Educação (MEC) divulgou no início desta semana uma lista com os estados e municípios contemplados pelo Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim), para o ano de 2022. Entre as oito cidades catarinenses contempladas está Rio do Sul.

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma parceria entre o MEC e o Ministério da Defesa, direcionado para escolas com baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e com alunos em situação de vulnerabilidade social.

O prefeito de Rio do Sul, José Thomé, durante visita à vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr, elogiou e agradeceu o empenho na intermediação para que a capital do Alto Vale fosse incluída no Programa.

Ele ainda ressaltou que as tratativas foram iniciadas em 2018 e que a escola deverá ser implantada em uma unidade do município, por se tratar de um programa do governo federal, que deve ser implantado em escolas municipais. A intenção, a princípio, é implantar o projeto no Centro Educacional Roberto Machado, no bairro Progresso.

A vice-governadora ainda afirmou que o programa apresenta uma vantagem para as cidades, visto que é financiado pelo Governo Federal e por isso ganha a estrutura e mão de obra, além de um modelo de educação de qualidade.

O presidente da Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde de Santa Catarina (Fehoesc), Giovani Nascimento, também afirma ter participado do processo de solicitação da implantação da Escola Cívico Militar (Ecim). Ele conta que no ano passado esteve reunido com a vice-governadora e entre outros assuntos tratados, solicitou a implantação.

“Estive reunido com a vice-governadora em Florianópolis no início de junho de 2021, quando entre outros assuntos tratados, sabendo da ligação dela com a implantação das Escolas Cívico-Militares em nosso estado, solicitei a possibilidade de se implantar uma em nossa cidade. O estudo de viabilidade de implantação se processou positivamente e o pedido foi encaminhado ao MEC que deferiu o pedido. Na segunda-feira mesmo fui avisado pelo chefe de gabinete da vice-governadora do deferimento do pedido e agora resta-nos aguardar pelos próximos passos a serem encaminhados para efetivação e implantação da escola em nosso município”, destaca.

Questionado sobre a previsão para implantação, Giovani ressalta que ainda não há uma data específica, mas que deve ocorrer em breve.


Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original