Diário do Alto Vale | Ampliação integra projeto para os próximos 10 anos

Diário do Alto Vale | Ampliação integra projeto para os próximos 10 anos


Reportagem: Helena Marquardt/DAV

Já está em funcionamento, em Presidente Getúlio, o novo módulo da Estação de Tratamento (ETA) que aumentou a capacidade de tratamento de 42 litros por segundo para 57 litros por segundo. O investimento de R$ 700 mil faz parte de um projeto para atender a demanda da cidade pelos próximos 10 anos. Agora o município já planeja mais melhorias como a construção de mais uma estação no local onde ocorre a captação no bairro Pinheiro.

O prefeito Nelson Virtuoso destaca que a inauguração do novo módulo estava prevista para o ano passado, mas em função da enxurrada que atingiu a cidade a obra acabou sendo adiada. “Essa melhoria a gente já vinha planejando desde o início de 2021, mas em função da tragédia tivemos que dar um passo para trás e recuperar primeiro a nossa cidade para depois estar concluindo a ETA que agora foi ampliada”.

Ele comenta que a demanda por água tratada vem crescendo e nos dias de maior calor o Serviço de Abastecimento de Água e Tratamento de Esgoto (Saate), tinha dificuldade de manter o abastecimento, por isso a estação de tratamento teve que ser modernizada e ampliada. “E conseguimos instalar no momento mais crucial que é o verão onde as pessoas mais utilizam água. Serão em torno de um milhão de litros de água a mais tratados por dia, um aumento de 30% da capacidade, o que já é um planejamento levando em conta o crescimento da nossa cidade pelos próximos 10 anos”, completou.

Nesta etapa o Serviço de Abastecimento de Água e Tratamento de Esgoto (Saate), adquiriu quatro módulos instalados na ETA. “Nosso objetivo é garantir que não falte água tratada à população, mesmo em tempos de longa estiagem como o que vivemos no ano passado”, lembra o superintendente do Saate, Edson José Staloch. Além da aquisição foram feitas melhorias na estrutura física da ETA e o plantio de grama em toda sua extensão.

Novos investimentos já estão planejados

Agora a intenção da prefeitura é construir uma estação de tratamento ao lado do local onde a água é captada no bairro Pinheiro. “Queremos coletar essa água lá e já mandar tratada para cima e se conseguirmos fazer isso poderemos aumentar de 10% a 15% o tratamento”.
Segundo ele, o custo para a nova estação seria de mais de R$ 3 milhões aproximadamente. “Estamos levantando o valor exato, mas imaginamos que vai custar uns R$ 3 milhões”.

Virtuoso destaca ainda que na cidade a municipalização da água foi uma iniciativa que deu certo e garantiu investimentos importantes como a instalação de mais de 60 quilômetros de novas redes de água, troca de tubulação antiga e ampliação do sistema de tratamento. “Esses recursos vem todos da cobrança das taxas que os contribuintes pagam, então sendo responsabilidade do município a gente se programa para fazer essas melhorias e atender cada vez melhor a população”, finaliza o prefeito.


Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original