Descubra curiosidades sobre essa amada guloseima

Descubra curiosidades sobre essa amada guloseima


Curiosidades sobre o pastel (como surgiu, tipos de pastel pelo mundo)

Atração nas feiras livres, o pastel é uma paixão brasileira, tanto para adultos quanto para crianças! Nas férias, o pastel faz ainda mais sucesso. Conheça curiosidades sobre ele!

Quem não ama um bom pastel, não é mesmo? Atração nas feiras livres, esse salgado conquista o paladar de todo mundo com sua casca frita e sequinha e seu recheio generoso. As crianças são grandes fãs de pastel – e as férias são ótimas para levar os pequenos para a cozinha e arrasar nas receitas (sempre com supervisão de um adulto, claro!).

Para entrar no clima, selecionamos curiosidades sobre o pastel. Confira abaixo.

A origem do pastel

O pastel já é muito brasileiro, mas ele tem muita conexão com japoneses e chineses.

Ao que tudo indica, o pastel surgiu em São Paulo na década de 1940 e foi criado por imigrantes chineses, que adaptaram o rolinho primavera.

Quando chegaram ao Brasil, os chineses simplificaram a receita: em vez de farinha de arroz, mais comum na China, usaram a de trigo para fazer a massa; dispensaram as várias dobras do rolinho e fizeram apenas uma, formando uma espécie de envelope.

Os recheios também foram ficando criativos, em comparação ao rolinho primavera, geralmente preenchido com legumes, carne ou camarão.

Embora os chineses tenham teoricamente criado o pastel, foram os japoneses que popularizaram o salgado por aqui. E – pasme – isso tem a ver com a Segunda Guerra Mundial: na primeira metade da década de 1940, o Japão se aliou às tropas alemãs. Os imigrantes japoneses, com medo de represália, tentaram se esconder, “camuflando-se” entre os chineses. Então, fizeram do pastel o seu ganha-pão.

Como, em São Paulo, a colônia japonesa era muito maior que a chinesa, o pastel ficou famoso rapidamente.

O pastel pelo mundo

O nosso pastel é brasileiríssimo – mas ele tem alguns “primos” espalhados pelo mundo. São versões da receita que ficaram famosas em outros países.

Índia

Por lá, os “pastéis” são as samosas (também chamadas de samusa ou chamuça), um salgado com formato triangular que pode ser frito ou assado. Como o pastel brasileiro, a samosa aceita uma infinidade de recheios.

Portugal

A “terrinha” tem vários doces que são chamados de “pastel” – inclusive, o pastel de nata, que, por aqui, também conhecemos como pastel de Belém. Os pastéis lusitanos que mais lembram o formato dos brasileiros são o de Santa Clara e o de Chaves. O primeiro tem massa finíssima e recheio à base de gemas e amêndoas. O pastel de Chaves, por sua vez, leva massa folhada assada e pode ser recheado com carne, queijo e até chocolate.

Espanha

Também presente em alguns países da América do Sul, são as empanadas que fazem sucesso na Espanha. Em forma de meia-lua, a massa pode ser assada ou frita e recheada com carne, frango, peixes, vegetais e até frutas. No Brasil, a empanada mais famosa é a argentina.

Quer saber muito mais sobre pastel? Confira o ebook Pastel, que traz mais curiosidades e receitas imperdíveis da chef Helô Bacellar. 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original