Adolescentes que dormem menos de oito horas por noite têm mais tendência à obesidade – Notícias

Adolescentes que dormem menos de oito horas por noite têm mais tendência à obesidade – Notícias



Dormir menos de oito horas por noite aumenta a possibilidade de um adolescente desenvolver problemas relacionados a sobrepeso e obesidade, segundo um estudo realizado no Centro Nacional de Pesquisa Cardiovascular da Espanha.


Pesquisadores analisaram a associação entre duração do sono e saúde de 1.229 adolescentes com idade média de 12 anos. O sono dos pacientes foi medido durante sete dias por meio de um rastreador de atividade vestível.


De acordo com os resultados, os adolescentes foram categorizados como dormidores muito curtos, aqueles que dormem menos de sete horas por noite; dormidores curtos, os que dormem de sete a oito horas; e ótimos, que dormem mais de oito horas.


Os pesquisadores destacaram que, segundo a Academia Americana de Medicina do Sono, o recomendado é que crianças de 6 a 12 anos durmam de nove a 12 horas por noite e adolescentes com idade entre 13 e 18 tenham de oito a dez horas de sono. 



Os resultados revelaram que apenas 34% dos participantes com 12 anos dormiam uma média de oito horas por noite. Entre os adolescentes com 14 a 16 anos, o percentual dos que tinham uma rotina saudável de sono foi ainda menor, de 23% e 19%, respectivamente. Em relação ao gênero, o estudo mostrou que os meninos tendem a dormir menos nessa fase da vida.


“Atualmente, estamos investigando se os maus hábitos de sono estão relacionados ao tempo excessivo de tela, o que pode explicar por que os adolescentes mais velhos dormem ainda menos do que os mais jovens”, afirmou Jesús Martínez Gómez, pesquisador em treinamento no Laboratório de Saúde e Imagem Cardiovascular.


O reflexo da má qualidade do sono foi sentido diretamente na composição corporal dos adolescentes, de acordo com o IMC (índice de massa corporal): entre o grupo de 12 anos, pelo menos 27% estavam com sobrepeso ou obesidade; 24% na faixa etária de 14 anos; e 21% na de 16 anos.


Além disso, a pesquisa mostrou que os participantes com número de horas de sono abaixo do tempo considerado saudável foram 19% e 29% mais propensos a ter sobrepeso e obesidade.


Gómez também destacou que as conexões entre sono insuficiente e saúde se deram independentemente da ingestão de energia e níveis de atividade física praticada pelos adolescentes, o que evidenciou a importância do sono de qualidade para um bom funcionamento do organismo.


“O excesso de peso e a síndrome metabólica estão, em última análise, associados às doenças cardiovasculares, o que sugere que os programas de promoção da saúde nas escolas devem ensinar bons hábitos de sono. Os pais podem dar bom exemplo tendo um período para dormir consistente e limitando o tempo de tela à noite. Políticas públicas também são necessárias para enfrentar esse problema de saúde global”, afirmou o pesquisador.


Veja sete dicas para dormir bem:


Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original