8 concursos autorizados que devem sair ainda em 2022; Confira

8 concursos autorizados que devem sair ainda em 2022; Confira



Com o arrefecimento da pandemia aliada e a proximidade do ano eleitoral, 2022 promete ser um dos melhores anos para concursos públicos dos últimos tempos. Por isso, os governos estaduais e federal já disponibilizaram uma lista de concursos autorizados que devem sair no primeiro semestre de 2022. Para te ajudar a escolher um certame com antecedência, o JC Concursos preparou uma lista com os oito concursos autorizados mais esperados para o ano que vem

A pandemia provocou uma série de paralisações e suspensões de processos seletivos em órgãos públicos, apesar do déficit de funcionários. Aos poucos, as autarquias, secretarias e outras empresas públicas estão retomando o ritmo de nomeações e, consequentemente, de novos concursos. 

O ano eleitoral colabora para o aumento do número de seleções. Além do aumento da demanda por serviços, uma vez que os governantes intensificam o uso da máquina pública para se reeleger, os concursos públicos não podem ser feitos durante o período eleitoral. Assim, as contratações ocorrem de uma só vez no primeiro semestre.

Com este ambiente, o início de 2022 promete ser a retomada dos concursos públicos no Brasil. Agora, confira a lista dos principais certames autorizados que devem ser feitos em 2022:

Polícia Civil e Militar de Amazonas

No último dia 12 de novembro, foi definida a banca organizadora dos concursos para a Polícia Civil e Polícia Militar do Amazonas. Em ambos os certames, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) será a empresa responsável por gerenciar os dois processos seletivos. 

O governador Wilson Lima até divulgou que os editais podem ser publicados ainda em novembro, no mais tardar antes do final de 2021. Contudo, a expectativa é de que as inscrições terminem em 2022. Assim, a nomeação para duas corporações será feita somente no ano que vem. 

O concurso da Polícia Civilcontará com uma oferta de 362 vagas, sendo 62 para o cargo de delegado, 62 para escrivão, 38 para perito e 200 para investigadores. Em todas as carreiras serão exigidos ensino superior. Para delegado é necessário ter formação em direito e nas outras ter experiência mínima de dois anos, conforme a área de atuação. 

As remunerações iniciais são de R$ 11,2 mil para escrivão e investigador, R$ 16,2 mil para peritos e R$ 20,4 mil para delegados.

Já o concurso da Polícia Militar ofertará 1.350 vagas, sendo 1.000 para soldados e 350 para alunos oficiais. No caso de aluno soldado, para concorrer será necessário possuir ensino médio, com remuneração inicial de R$ 2,6 mil. Para aluno oficial será necessário possuir formação de nível superior, com inicial de R$ 7,1 mil.

DPE PR

Após um período paralisado por causa da pandemia de covid-19, a comissão organizadora do concurso DPE PR(Defensoria Pública do Estado do Paraná) retomou os trabalhos em meados de agosto. Com isso, a expectativa é de que o processo seletivo para os servidores do órgão seja feito em 2022. 

Ainda falta definir a banca organizadora da seleção para se ter uma ideia da quantidade de vagas e em quais cargos elas seriam alocadas. Por enquanto, a única confirmação é de que o concurso DPE PR será exclusivo para quem tem nível superior. 

PM SP para oficiais

Antes do feriado da Proclamação da República, o governador de São Paulo, João Doria, autorizou o concurso PM SP(Polícia Militar do Estado de São Paulo) para o cargo de aluno oficial. O documento informa que o processo seletivo terá 220 vagas.

Para concorrer ao cargo é necessário possuir ensino médio completo, idade entre 17 e 30 anos e altura mínima de 1,60m para homens e 1,55m para mulheres. A remuneração inicial é de R$ 3,2 mil.

Apesar da autorização ter sido feita recentemente, a PM SP já tinha definido a banca organizadora do certame, que será a Fundação Vunesp. Como os processos já estão adiantados, a expectativa é de que o edital seja publicado durante o primeiro semestre de 2022. 

Polícia Civil de São Paulo

O edital do concurso PC SP (Polícia Civil de São Paulo) pode ser publicado a qualquer momento. Visto que no início de novembro, foi divulgada a assinatura de contrato entre a corporação e a banca organizadora, a Fundação Vunesp. Com a proximidade do final do ano, é provável que as próximas etapas do certame sejam feitas apenas em 2022. 

Ao todo serão oferecidas 2.939 vagas, conforme nova autorização divulgada pelo governador João Doria em 7 de outubro. Todas as oportunidades serão destinadas a cargos com exigência de nível superior, com remunerações iniciais de até R$ 11,1 mil. De acordo com a autorização, o preenchimento das vagas deve ocorrer até janeiro de 2023.

A distribuição das vagas por cargos da nova autorização é a seguinte: escrivão de polícia (1.600 vagas); investigador de polícia (900); delegado (250) e médico legista (189).

Para as carreiras de investigador e escrivão, o inicial chega a R$ 4,7 mil, incluindo o salário básico de R$ 3,9 mil e o adicional de insalubridade de até R$ 785,67. No caso de médico legista, o inicial é de R$ 9,4 mil, considerando o salário de R$ 8,6 mil e o limite do adicional. Por fim, para a carreira de delegado de polícia, o inicial é de R$ 11,1 mil, considerando o inicial de R$ 10,3 mil e o limite de R$ 785,67 do adicional.

Senado Federal

Depois de ser adiado duas vezes por causa da pandemia, o concurso Senado Federal finalmente deve sair do papel em 2022. O processo seletivo está incluso projeto de lei do orçamento federal do ano que vem, enviado pelo Planalto no final do mês de abril. 

O documento prevê o preenchimento de todas as 40 vagas da autorização de 2020. Do total, 24 são para cargos com exigência de ensino médio e 16 de nível superior, além de formar cadastro reserva de pessoal. As remunerações chegam a R$ 34,4 mil.

DPE MT

Outro certame que está previsto na lei orçamentária de 2022 é o concurso DPE MT (Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso). O processo seletivo será para contratar 68 servidores, sendo 40 são para quem possui ensino médio e 28 para nível superior.

Os servidores com ensino médio irão atuar no cargo de técnico administrativo. Enquanto que quem tem formação universitária é dividido em 25 postos para analistas e três para procurador interno. 

No primeiro caso, para concorrer é necessário possuir formação em áreas que ainda devem ser confirmadas. Para procurador, oportunidades para áreas de administração, direito, ciências contábeis ou economia. 

Além disso, a lei de diretrizes orçamentárias também contempla a carreira de defensor, com 30 vagas previstas. Neste caso, o concurso já conta, inclusive, com comissão organizadora formada.

CGE MS

Ainda no Centro-Oeste, o concurso CGE MS (Controladoria-Geral do Estado do Mato Grosso do Sul) está autorizado desde julho para o provimento de 28 vagas de auditor, para fins de reposição de cargos vacantes.

Ainda que a autorização tenha quase seis meses, não há uma data de quando o edital será publicado. Porém, com o déficit de servidores no órgão e a redução de casos de covid-19, o processo seletivo pode iniciar no primeiro semestre do ano que vem. 

TJ MG

O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ MG), o desembargador Gilson Soares Leme, afirmou, no final de setembro, que o edital do concurso TJ MG será publicado ainda em 2021. Contudo, com a falta de movimentações internas desde o anúncio, a indicação é de que o processo seletivo seja feito apenas em 2022. 

O certame já está com todos os processos bem adiantados, inclusive já até definiu a banca organizadora, que será o Instituto Consulplan. 

O concurso TJ MG será para os cargos de técnico e analista judiciários, que exigem níveis médio e superior, respectivamente. Apesar do órgão divulgar quais cargos seriam ocupados, ele não anunciou o número de vagas. 

Para auxiliar na sua preparação, o JC Concursos disponibiliza videoaulas completas e gratuitas pelo canal oficial do Youtube. Assista: 

concursosconcursos publicosconcursos autorizadosconcursos 2022

Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original