5 personagens pretos notáveis dos animes

5 personagens pretos notáveis dos animes


Embora anime seja feito principalmente no Japão, é algo que é celebrado em todo o mundo com um público crescente de diversas origens culturais e raciais. Procuramos nos encontrar representados na mídia que amamos, e alguns de nossos animes e filmes favoritos reconhecem isso. No livro de arte de Cowboy Bebop, The Jazz Messengers, o criador Shinichiro Watanabe disse que, ao desenvolver o anime, “prestou muita atenção à cor da pele.”

Um dos meus episódios favoritos de Cowboy Bebop é Stray Dog Strut, onde Spike está perseguindo o personagem Abdul Hakim, diretamente inspirado na estrela da NBA Kareem Abdul-Jabbar. Quando criança, eu também o achava legal por seu nome ser muito próximo ao meu. Então descobri depois de alguma pesquisa que meu nome é uma transcrição moderna de Hakim — irado, né?

Há uma riqueza de personagens culturais e racialmente diversificados ao longo das obras de Watanabe e, com a ajuda de pioneiros do anime como ele, vemos isso cada vez mais nas animações modernas. Aqui está uma lista de meus personagens pretos de anime favoritos.

Killer Bee – Naruto Shippuden

As rimas de rap de Killer B são meio doidas, mas suas habilidades como o jinchūriki do Oito-Caudas são muito incríveis. A narrativa de Killer B é uma história de superação de adversidades, pelo menos em seus primeiros anos. Ele foi evitado pelos moradores de sua cidade natal e usou o rap quase como um mecanismo de enfrentamento para manter um comportamento positivo durante sua jornada. Não vou dar uma longa história na música rap, mas essencialmente é um gênero de música criado e popularizado por negros do centro do Bronx nos anos 70. Isso é muito longe de Killer B, mas teve um impacto cultural em sua história. Ele é um personagem que foi forçado a se tornar um herói para proteger aqueles ao seu redor, embora eles o tratassem terrivelmente.

O que torna Killer B tão admirável é que ele não é apenas poderoso, mas também orgulhoso de quem ele é. Sua história de origem de superação do preconceito pode ser considerada uma alegoria para aqueles que podemos enfrentar em nossa própria sociedade. E, possivelmente, como lidar com isso: com sorriso e música em nossos corações, sabendo que se mantivermos o curso iremos superar tudo.

Muhammed Avdol – Jojo’s Bizarre Adventure

Avdol

A influência de JoJo’s Bizarre Adventure na indústria dos animes não pode ser negada, e Stardust Crusaders é indiscutivelmente um dos melhores arcos da série que estrela o meu JoJo favorito: Jotaro Kujo. Stardust Crusaders também nos deu o poderoso usuário de Stand Muhammad Avdol. Ele é um dos usuários mais experientes e estratégicos e, muitas vezes, opta por ser cauteloso durante as viagens do grupo.

Avdol é sábio, digno e seu conhecimento arcano o torna um membro valioso na caça ao grande antagonista, Dio. Em uma série de anime cheia de personagens únicos, é incrível ver uma pessoa preta representada em um mundo tão bizarro. Avdol era o epítome do badass, e seu Stand Magician’s Red pegava fogo. Sim, literalmente.

Rock Lock – My Hero Academia

rock-lock-1280x0

Rock Lock foi apresentado na 4ª temporada de My Hero Academia e, quando vi o personagem sentado naquela mesa com o resto dos heróis profissionais, fiquei super animado. É muito legal ver representação em uma série de anime tão popular. Fiquei especialmente feliz em ouvir o ator de voz Gabriel Kunda interpretando Rock Lock na versão americana. Ele é um ator muito talentoso e uma adição bem-vinda ao elenco diversificado de My Hero Academia.

O poder de Rock Lock também é incrível. Ele é capaz de imobilizar objetos inanimados, congelando-os em um local fixo, ignorando qualquer uma das regras da gravidade. Embora ele não tenha um grande papel no mar de super-heróis de Boku no Hero, ele é valorizado e reconhecido como um dos mais fortes da série. Sua presença conversa com a diversidade cada vez maior que vemos em anime.

Jet Black – Cowboy Bebop

jet-black-cowboy-bebop3

Cowboy Bebop é um dos meus animes favoritos de todos os tempos. Foi neste mesmo programa que fomos apresentados ao líder da tripulação da Bebop, Jet Black. Jet é praticamente tudo que você deseja em um capitão do espaço: ele é sábio e está sempre dando bons conselhos. Sem mencionar que ele é um grande aliado em uma briga. Você pode até classificá-lo sob um papel paternal perante sua tripulação, apesar do quanto ele odiaria ser considerado como tal. Algumas das minhas cenas favoritas são suas interações com Spike. Embora os dois sempre estivessem brigando, sempre houve um amor genuíno entre os dois personagens.

Ele é um amante de jazz e blues, música que se originou no Deep South e descobriu raízes nas tradições musicais espirituais africanas. Foi um toque especial para aumentar a complexidade de seu personagem. Dublado pelo grande Beau Billingslea, o narrador de Outlaw Star (outro anime de ação incrível que se passa no espaço), Jet é inegavelmente a essência do cool e da elegância.

Afro – Afro Samurai

Afro Samurai

Criado por Takashi Okazaki, as influências do hip hop e do soul em Afro Samurai podem ser vistas ao longo das páginas de seu mangá — e o anime não é diferente. Uma das muitas coisas que tornam Afro Samurai único é o processo de engenharia reversa que deu origem ao anime. Normalmente, o anime é feito no Japão, então nós o recebemos aqui nos Estados Unidos legendado ou dublado, às vezes ambos. Afro Samurai foi realmente feito no Japão para um público norte-americano. Eles nem mesmo tocaram no VO quando finalmente o substituíram para o Japão – uma jogada inteligente considerando seu elenco de estrelas. Lucy Liu e Ron Pearlman foram os vilões enquanto Samuel L. Jackson o protagonista.

Sem mencionar que RZA, o líder do grupo Wu-Tang Clan, está presente na série, dando um toque de hip hop especial. Com todos esses elementos inseridos em uma série de anime, Afro Samurai tinha a quantidade certa de prestígio para consolidar seu lugar como uma das séries de anime com maior diversidade cultural e racial até hoje.

Existem muitos outros grandes personagens pretos em animes, como Bob Makihara de Tenjou Tenge, Canary de Hunter Hunter, Carole de Carole e Tuesday, e Miyuki Ayukawa de Basquash. A inclusão destes e de muitos outros personagens traz a representação racial e cultural para o primeiro plano das produções.

Traduzido por Matheus Bianezzi*


Inscreva-se no canal do IGN Brasil no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Twitch! | Siga Matheus Bianezzi no Twitter e Instagram.



Fonte: Acesse Aqui o Link da Matéria Original